Agente penitenciário atira na barriga de esposa grávida de 6 meses

O bebê foi retirado mas não resistiu

Morreu, nesta terça-feira (10), a bebê da grávida baleada pelo marido, um agente penitenciário, durante uma briga na volta de um show.  O estado de saúde da mãe ainda é grave.

Os dois retornavam de um show em Guarapari quando ocorreu uma discussão ainda dentro do veículo. Segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), o agente sacou a arma durante uma briga do casal

O tiro acertou a lateral da barriga da mulher, que tem 23 anos. Ao perceber a gravidade do o ocorrido, o próprio agressor socorreu a esposa e a levou para o hospital.

Em seguida, ela foi transferida para o hospital Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, em estado grave. O agente foi conduzido para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), para prestar esclarecimentos à delegada de plantão.

Agente penitenciário atira na barriga de companheira grávida
Agente penitenciário atira na barriga de companheira grávida


De acordo com o agente, o tiro foi acidental. Informalmente, ele disse em depoimento que teria sido vítima de um assalto e com isso, ao revidar, atingiu a companheira. Porém, na formalização do depoimento, ficou em silêncio, segundo a Sesp.

Após passar por cirurgias, a mulher conversou com os policiais civis da DHPP e negou a versão apresentada pelo companheiro e confirmou que o disparo foi durante a discussão entre eles.

O agente foi autuado por tentativa de homicídio por dolo eventual (feminicídio), embriaguez ao volante e posse de drogas. A polícia não informou a quantidade de entorpecentes apreendida com ele.

Se ficar comprovada a má conduta do servidor, ele será punido. As possibilidades de penalidades vão de advertência a expulsão dos quadros da Secretaria de segurança.

Fonte: Com informações do G1