Agentes da Força Nacional não podem andar sozinhos em favela no Rio

As instruções foram repassadas à tropa numa reunião

Agentes da Força Nacional não podem circular sozinhos nem à noite dentro da Gardênia Azul, favela da Zona Oeste do Rio onde está localizado o conjunto Vila Carioca, do “Minha casa, minha vida”, que serve de alojamento para a corporação. Segundo alguns deles denunciar, as instruções foram repassadas à tropa numa reunião com oficiais dentro de uma instalação olímpica próxima ao alojamento.

Os 3.500 PMs, policiais civis e bombeiros de vários estados do Brasil também foram instruídos a não entrar em bares e boates da favela e só fazer exercícios físicos, como corridas e caminhadas, no entorno do alojamento.

— Antes de chegar ao Rio, não fomos informados que ficaríamos alojados numa área dominada pela milícia. Só fomos saber quando chegamos aqui, no meio de junho. Uma semana depois, os oficiais organizaram essa reunião para dizer o que podíamos ou não fazer aqui dentro. Essa reunião foi importante porque tem gente aqui do interior, que não faz ideia de como são lugares como esse — afirmou um policial militar de Santa Catarina, sob a condição de anonimato.

Os agentes também estão proibidos de frequentar bares e boates no entorno do alojamento e foram alertados até sobre o contato com mulheres na favela.

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Extra