Agespisa ""corta"" fornecimento de água em mansões de ricos na zona leste de Teresina

A Agespisa, em convênio com a Polícia Civil, está fazendo cortes de abastecimento de água em THE

A Agespisa, em conv?nio com a Pol?cia Civil, est? fazendo cortes de abastecimento de ?gua na zona Leste em mans?es e resid?ncias de fam?lias de alto poder aquisitivo na zona Leste de Teresina, porque

seus propriet?rios faziam ?bate-passo?, que ? o ?gato? da ?gua, e deviam cerca de R$ 20 mil, R$ 40 mil a R$ 50 mil para a companhia de ?gua.

O delegado Claudiomar Leite, coordenador do N?cleo Avan?ado da Pol?cia Civil na Agespisa, afirmou que ?muitas das pessoas que ocupam lugar de destaque na sociedade e que aparecem nas colunas sociais? foram flagradas com ?bate-passo?.

Segundo ele, h? dois anos, a Agespisa e a Secretaria Estadual de Seguran?a P?blica, t?m um conv?nio que permite o acompanhamento de funcion?rios da companhia pelos policiais no caso de corte de fornecimento

de ?gua quando os usu?rios inadimplentes amea?am de agress?o e morte os servidores e durante a descoberta de fraude e de desvio.

O delegado Claudiomar Leite afirmou que o grande desvio de ?gua n?o ocorre apenas em Teresina, mas tamb?m em cidade do interior. Ele voltou de S?o Raimundo Nonato, onde foram descobertos casos de fraudes e de furto de ?gua. As pessoas que s?o flagradas com ?bate-passo? em suas resid?ncias e estabelecimentos comerciais s?o conduzidas para a Central

de Flagrantes ou Delegacia da Pol?cia Civil da ?rea, caso a central n?o esteja de plant?o.

?N?o participamos de corte de fornecimento de ?gua, somos chamados apenas quando a pessoa amea?a os servidores da Agespisa?, falou Leite. Ele conta que quando o consumidor faz um desvio de energia antes do rel?gio de registro do gasto com ?gua isso ? um furto, quando o usu?rio do sistema altera o rel?gio do registro de consumo girando em sentido contr?rio para diminuir o valor, ele est? cometendo uma fraude.

Fonte: Efrém Ribeiro, Jornal Meio Norte / meionorte.com