Agricultor degola a ex-mulher de 18 anos durante discussão entre casal

Crime aconteceu em Ouroeste. Segundo a polícia, o homem não aceitava o fim do relacionamento

A dona de casa K. A. S. S., de apenas 18 anos, foi brutalmente assassinada pelo ex-marido, anteontem, em Ouroeste, cidade a 151 quilômetros de Rio Preto.

Segundo a polícia, o crime aconteceu às 17h em uma propriedade rural, a oito quilômetros de Ouroeste. O sargento da Polícia Militar, Silvio Gonçalves Barbosa, disse que a jovem teria ido à propriedade buscar algumas peças de roupa acompanhada pelo pai e pelo padrinho de casamento do casal.

Quando o trio chegou no local, o agricultor estava muito nervoso e começou a discutir com a mulher. Ele pegou uma espingarda e atirou na dona de casa. O tiro atingiu o peito dela.

O pai e o padrinho da vítima conseguiram desarmar o homem, mas ele conseguiu pegar outra arma, um revólver calibre 38, e ameaçou matar a dupla. Os dois conseguiram fugir e chamar a polícia.

De acordo com Gonçalves, quando os policiais chegaram na propriedade, encontraram o corpo da vítima em frente à casa, com a cabeça degolada. O acusado fugiu com o revólver.

O pai da jovem teria dito à polícia que a filha e o ex-genro foram casados por dois anos e estavam separados há dois meses, mas o acusado não aceitava o fim da relação. O casal tem uma filha, de dois anos.

A vítima teria ligado para o ex e avisado que iria, junto com o pai, à propriedade buscar as roupas. De acordo com Gonçalves, um amigo do acusado disse que o homem confessou que mataria a ex-mulher e o ex-sogro.

Acusado está foragido

A Polícia Civil de Ouroeste instaurou inquérito para investigar o caso e o agricultor é considerado foragido. Ele responderá por homicídio qualificado, pela crueldade do crime e por ter sido planejado. E também responderá por posse irregular de arma de fogo, já que a espingarda não tinha documentação. O nome dele e da vítima não foram divulgados pela polícia.

Fonte: Terra