Álcoolatra é encontrado morto no MA

Ele foi achado morto atrás da agência dos Correios do Tirirical, em São Luís

A polícia achou, ainda nessa quarta-feira (11), o corpo de José Alberto da Silva Leal, 41 anos, que estava desaparecido desde o último domingo (8). José Alberto estava internado no Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, de onde fugiu, durante um surto mental provocado pela abstinência do álcool. Ele estava há uma semana sem beber.

De acordo com a irmã de José Alberto Leal, Cláudia Leal, ele foi achado morto atrás da agência dos Correios do Tirirical e foi levado para Instituto Médico Legal (IML). Ainda ontem, a família reconhceu o corpo de José Alberto Leal. Segundo informações do IML, a morte deve ter sido causada por convulsões, pois não há sinais de agressões. O laudo ainda não está pronto, mas o corpo de José Alberto já foi liberado. Ele está sendo velado no município de Bacabal, onde também será sepultado.

Negligência

José Alberto Leal foi internado pela família no Socorrão II após ter várias convulsõesno sábado. Após uma forte crise, ele foi colocado em uma área de recuperação, onde viu um outro paciente morrer. Nesse momento, segundo a sua mãe, Alzira Leal, que o acompanhava, ele teve outro surto, querendo fugir do hospital. José Alberto conseguiu sair do Socorrão II pelo portão da frente, sob a vista dos seguranças do hospital, que viram o paciente saindo e ainda indicaram para onde teria ido, segundo os familiares.

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou uma nota, ontem, afirmando que ele demonstrava evidente descontrole, mas que a família não havia alardeado na hora de seu sumiço.

"Apenas minha mãe estava acompanhando ele, porque somente uma pessoa é permitida. Minha mãe pediu ajuda para enfermeiros do hospital e já tinha inclusive pedido a sua tranferência para um hospital psiquiátrico e ninguém se importou", rebateu a irmã de José Alberto, Cláudia Leal, informando que entrará com uma ação contra o hospital.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br