Aluna ameaça com estilete em escola e mãe diz que filha não vai mais estudar

Aluna ameaça com estilete em escola e mãe diz que filha não vai mais estudar

O caso aconteceu na escola Átila Lira, no bairro Dirceu.

O caso foi parar na Central de Flagrantes, onde vítima e agressora foram ouvidas. Foi aberto processo e encaminhado para a Delegacia do Menor Infrator.

?Ela me ameaçou dizendo que ia me matar?, disse a menina vítima.

O caso aconteceu na escola Átila Lira, no bairro Dirceu, zona sudeste de Teresina. As menores envolvidas estudavam na mesma sala e as provocações tiveram início na rede social Facebook.

A aluna agressora entrou armada em sala de aula. A mãe de uma terceira aluna, Eva Jucelina, denúncia que a filha diz também ser ameaçada pela aluna que portava o estilete.

?Ela tá jurada de morte. Minha menina é amiga da que foi cortada. Desde o dia que ela entrou na sala a menina que agrediu ficou apelidando minha filha e dizendo que ela não ia durar lá. Quando eu cheguei na escola dizendo que minha filha estava sendo ameaçada a diretora nem sabia do que tava acontecendo. Minha filha não foi pra escola e me ligou chorando dizendo que a colega tinha sido furada. Se a diretoria tivesse tomado uma atitude, a outra menina não tinha sido agredida. Eu tenho medo de matarem minha filha dentro da escola e ela vai sair?, afirmou a mãe Eva Jucelina.

Fonte: Agora