Aluno que atirou contra professora teria premeditado crime

Aluno que atirou contra professora teria premeditado crime

Os colegas de classe serão ouvidos durante a semana, em depoimentos auxiliados por psicólogos

O disparo efetuado por um menino de dez anos contra uma professora em São Caetano do Sul pode ter sido premeditado, apontam investigações da polícia. De acordo com a Folha de S. Paulo, a professora de matemática Ana Paula Lima teria dito, em seu depoimento, que uma aluna lhe contou que o atirador afirmara, um dia antes da tragédia, a intenção de matar a professora de português, Rosileide Queiros de Oliveira. Além disso, os planos do garoto incluiriam se matar após o crime, para evitar ser repreendido pelo pai, Milton Evangelista Nogueira, da guarda civil municipal.

Outro indício de que a ação seria premeditada é um desenho encontrado na mochila do aluno, em que ele aparece com duas armas ao lado de um professor, e em que está escrito "Eu com 16 anos". A polícia ainda não sabe qual seria o motivo do menino para querer matar a docente, mas trabalha com a hipótese de que ele não gostava dela. A delegada Lucy Mastellini Fernandes também ouviu, na sexta-feira, a professora Priscila Razante e três integrantes da diretoria da escola, que afirmaram que o garoto tinha bom comportamento. Os colegas de classe serão ouvidos durante a semana, em depoimentos auxiliados por psicólogos.



Fonte: Terra, www.terra.com.br