Americano põe filho à venda na internet por US$ 5 mil

O pai também afirma que a criança "gosta de jogar bola, mas não de brincar com carros

Cinco mil dólares é quanto vale um filho para um pai que está sendo investigado pela polícia nos Estados Unidos. Segundo o site The Huffington Post, o homem, que se identifica Rick Obelophy e seria da cidade de Spokane, Washington, pôs o filho de 4 anos à venda no site de classificados Craiglist.

"Gavin (o nome da criança) é um grande garoto, mas eu não posso mais tomar conta dele", diz o anúncio.

De acordo com a WBalTV, de Baltimore, a polícia começou a investigar a história pensando se tratar de uma piada, mas esta semana passou a acreditar que o anúncio é verdadeiro.

O pai também afirma que a criança "gosta de jogar bola, mas não de brincar com carros e se recusa a comer vegetais". "Ele não costuma fazer muito barlho, mas quando faz, costuma gritar por horas. Geralmente eu tranco ele no armário até que pare e isso costuma funcionar", diz ainda.

"A mãe dele foi embora e meus pais não falam mais comigo desde que tive Gavin. Não sei mais o que fazer para achar uma boa família com crianças ou um casal que queira um filho. Eu só não quero dar ele a qualquer um".

O anúncio entrou no ar em fevereiro e foi denunciado à polícia por Amy Rice, uma moradora de Spokane. Segundo o site do jornal The Daily Weekly, não foi localizado nenhum morador da cidade chamado Rick Obelophy, mas o vendedor poderia estar usando um nome falso.

O jornal, no entanto, chama atenção para o fato de que Obelophy mostra preocupação com a criança. Escreveu que pretende primeiro se encontrar com os pais para verificar se são "adequados" e insiste que o filho não seria entregue "a qualquer um".

Outro site, The Smoking Gun, afirma que o Craiglist colabora com as investigações. O Escritório do Xerife local informou que se o anúncio for verdadeiro, o pai poderá ser preso com base numa lei que proibe a venda de filhos.

No Craiglist, neste domingo, o anúncio não estava mais no ar.

Fonte: Terra