Analista é morto por menor ao buscar filho em escola particular

"Isso não pode ficar assim", disse um primo da vítima.

Um homem identificado apenas como Eli Roberto Chagas, de 51 anos, foi assassinado a tiros no momento em que ia buscar o próprio filho em uma escola particular no Guará II, em Brasília, no Distrito Federal. O crime aconteceu na tarde desta terça-feira, dia 02 de fevereiro.

De acordo com informações de testemunhas repassadas à Polícia Militar do DF, o homem estava (literalmente) em frente à escola quando foi abordado por um menor que usava uma farda de outra escola. Desesperado, ainda tentou se esconder atrás de seu veículo, mas acabou atingido com pelo menos três tiros.

Devido à gravidade dos ferimentos, não resistiu e foi a óbito no local. Eli, que trabalhava como analista no Senado Federal, teve seu carro levado, um Corolla de cor prata, placa PAN-3286, que havia acabado de cobrar. A polícia acredita em latrocínio-roubo seguido de morte.

Carlos Roberto Chagas, militar de 52 anos, primo da vítima, lamenta o ocorrido e exige mais policiamento na região: "Isso não pode ficar assim". 

 Eli Roberto Chagas foi morto em frente a uma escola
Eli Roberto Chagas foi morto em frente a uma escola





Fonte: Com informações do jornaldebrasilia