Ancião assassinado durante assalto em Fortaleza

Levou apenas uma maquita (equipamento utilizado para corte de azulejos)

Um crime bárbaro deixou chocados os moradores da Rua Iguape, na Parangaba. O marceneiro aposentado João Paulino Filho, 80, foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), sendo assassinado com dois golpes de faca. O criminoso fugiu, levando apenas uma maquita (equipamento utilizado para corte de azulejos) pertencente à vítima.

O crime aconteceu durante a madrugada, mas o corpo do idoso só foi encontrado às primeiras horas da manhã de ontem por parentes que moram no mesmo terreno onde fica a casa do marceneiro aposentado, no número 112 da Rua Iguape. Familiares do idoso mantiveram silêncio.

A delegada plantonista do 5º DP (Parangaba), Débora Veríssimo, juntamente com os inspetores Flávio e Sebastião, estiveram no local do crime e ouviram relatos de parentes da vítima. Através dos depoimentos informais, já foi possível identificar um suspeito do latrocínio. O nome está em sigilo.

O latrocida entrou na casa do aposentado durante a madrugada, após destelhar parte do imóvel. João Paulino teria despertado com o barulho feito pelo assaltante e acabou sendo esfaqueado.

Já no começo da tarde de ontem, Francisco Eudes Cavalcante da Silva, 26, foi assassinado com dois tiros no rosto, sendo um no queixo e outro no olho esquerdo. O acusado, Vicente de Paula da Silva Nascimento, 24, acabou preso. O crime aconteceu na Rua Luiz Gonzaga Silva Santos, na Pajuçara, em Maracanaú.

Tiago da Silva Macedo, 15, foi morto, a tiros, na Avenida Augusto dos Anjos, no Bonsucesso. No mesmo bairro, o ambulante José Nilson da Silva Freitas, 28, foi achado morto com sinais de violência.

Fonte: Diário do Nordeste