Antes de morrer, vítima de abuso sexual disse que tio e vizinho tinham cometido o crime

Antes de morrer, vítima de abuso sexual disse que tio e vizinho tinham cometido o crime

De acordo com Martins, enquanto a menina recebia atendimento médico, o tio estava com agentes da polícia

Uma menina de 6 anos vítima de abuso sexual em Goiana (PE) disse à polícia, antes de morrer, que a violência havia sido cometida por seu tio e um vizinho. A informação foi divulgada ao G1 neste domingo (30) pelo delegado adjunto de Goiana, Herbert Arantes Martins.

?Um policial estava com a menina no hospital enquanto ela recebia atendimento médico e perguntou a ela, minutos antes do óbito, quem tinha feito aquilo com ela. Ela disse que tinha sido o ?titio? e o vizinho, e nos deu o nome de ambos?, diz Martins.

A criança foi encontrada na madrugada de sexta-feira (28) e levada ao hospital com sinais de espancamento e abuso sexual. A família começou a sentir falta da menina por volta das 17h da quinta-feira (27) e, durante as buscas, a encontrou com o corpo coberto por folhas, pedras e terra.

De acordo com Martins, enquanto a menina recebia atendimento médico, o tio estava com agentes da polícia no local do crime. ?Acreditamos que, com isso, ele estivesse tentando nos despistar. Mas assim que a menina nos disse que o tio era responsável, o policial que estava no hospital entrou em contato com o agente no local do crime e foi dada voz de prisão em flagrante ao tio e ao vizinho?, afirma o delegado.

Em depoimento à polícia, ainda segundo Martins, os presos negaram a autoria do crime. Nos próximos dias, vizinhos e membros da família devem ser ouvidos pela polícia, durante as investigações.

A menina morreu na manhã de sexta-feira. O enterro ocorreu no sábado (29), também em Goiana.

Fonte: g1, www.g1.com.br