Ao mesmo tempo, duas agências dos Correios são assaltadas

Número de assaltos chega a 54 e já supera o índice registrado em 2010.

Duas agências dos Correios foram assaltadas simultaneamente no Agreste paraibano na manhã desta quinta-feira (3). Os crimes aconteceram por volta das 9h30 em Galante, distrito de Campina Grande, e no município de Montadas.

Com estes dois casos, sobe para 54 o número de estabelecimentos da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos invadidos por assaltantes este ano no estado. O número já supera a quantidade de ocorrências registradas em 2010, 53 no total, segundo a assessoria de imprensa dos Correios.

De acordo com a Polícia Militar, funcionários das agências ligaram informando que foram rendidos por duplas armadas. A ação foi semelhante nos dois casos: os assaltantes chegaram às localidades em motocicletas, pularam os balcões de atendimento e roubaram o dinheiro disponível nos caixas.

No caso de Montadas, é a terceira vez que o estabelecimento é invadido somente este ano. Na quarta-feira (2), a direção dos Correios na Paraíba anunciou que está mapeando os pontos de maior risco de assaltos para elaborar um plano de segurança e coibir a ação de bandidos no interior do estado.

Segundo o gerente dos Correios em Campina Grande, José Leite, o mapeamento identificou 70 agências consideradas de alto risco, o que corresponde a quase 30% das 236 agências em funcionamento na Paraíba. Os pontos vulneráveis estão localizadas em cidades de pequeno porte e que movimentam grandes quantias de dinheiro.

A região Agreste concentra o maior número de assaltos. Em reuniões com a Polícia Federal e a Secretaria Estadual de Segurança Pública, a empresa decidiu contratar vigilantes e instalação portas giratórias nas agências consideradas de maior risco, além da modernizar os equipamentos de vigilância eletrônica.

A previsão é que o plano de segurança seja implantado a partir de janeiro, quando os Correios passarão a ser correspondentes do Banco do Brasil.

Fonte: g1, www.g1.com.br