Avô suspeito de estuprar e matar neto irá a júri popular

O caso já foi enviado à promotoria de Bertolínia.

José Ferreira de Sousa, de 63 anos, acusado de envenenar, estuprar e matar o próprio neto de apenas 10 anos de idade, será indiciado e irá a júri popular. O caso já foi enviado à promotoria de Bertolínia que deve denunciar o homem à Justiça pelos crimes de estupro de vulnerável e homicídio triplamente qualificado e encaminhá-lo a júri popular.

O corpo de Carlos Eduardo Gomes foi encontrado dentro da casa do avô na madrugada do domingo (24) de maio, com sinais de envenenamento. Segundo informações, o idoso levou a criança para passar o dia em seu sítio. Após perceberem a ausência da criança, familiares acionaram a polícia e decidiram procurá-lo e já o encontraram sem vida.O idioso não estava no local e só foi encontrado após buscas em um matagal.

Após exames médicos, ficou constatado que houve abuso sexual. Além disso, o corpo da criança apresentava sinais de envenenamento e que havia defecado. Na residência do acusado, a polícia encontrou uma garrafa com líquido que pode ter sido usado para envenenar e matar o garoto e um lençol com manchas de sangue. 

Image title


Fonte: Portal MN