Aos 90 anos, homem pode ser preso por distribuir comida a moradores de rua

Pela nova regra, os locais de distribuição de comida devem ter mais de 152 metros entre um e outro, estar a mais de 152 metros de propriedades residenciais.

O executivo da ONG Love Thy Neighbor, Arnold Abbott, 90 anos, foi abordado pela polícia de Fort Lauderdale (EUA) e corre o risco de ficar até 60 dias na prisão e de pagar multa de US$ 500. O motivo: alimentar moradores de rua.

Pelos últimos 20 anos, Arnold tem organizado refeições para a população carente. Na sexta-feira passada, a cidade restringiu a distribuição de comida.

Arnold conta que um dos policiais disse: “Abaixe esse prato imediatamente”, como se estivesse carregando uma arma.
Além dele, dois pastores foram acusados de terem alimentado moradores de rua no domingo passado.

“Esses são os mais pobres dos pobres, não têm nada, não têm um teto sobre suas cabeças. Como mandá-los embora?”, questiona Arnold.

Em seu perfil no Facebook, ele diz que, após ser liberado, colocou a comida no veículo e a deixou em igrejas, que foram servidas às pessoas que seguiram Arnold pelo caminho.

Em 1999, a cidade tentou impedir que ele servisse refeições aos moradores de rua por meio de uma ação judicial. Arnold ganhou. Agora é ele quem pretende processar a administração municipal.

Pela nova regra, os locais de distribuição de comida devem ter mais de 152 metros entre um e outro, estar a mais de 152 metros de propriedades residenciais e não devem ultrapassar um por quadra.

Nem a proibição nem a possibilidade de ir para a prisão mudaram os planos do idoso. Nesta quarta, ele planeja levar comida até a praia e distribuí-la a moradores de rua.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Catraca Livre