Após agredir duas mulheres, ex-goleiro Rojas é preso

Após agredir duas mulheres, ex-goleiro Rojas é preso

Ex-atleta ficou famoso por simulação de ferimento com rojão contra o Brasil

O ex-goleiro chileno Roberto Rojas foi detido nesta quinta-feira por agressão a duas mulheres, de acordo com fontes policiais. O episódio teria ocorrido em um condomínio em La Florida, onde Rojas tem familiares. A confusão teria começado quando uma das mulheres, Paola Toro, bateu seu automóvel no carro de um dos parentes do chileno.

Após discussão, Rojas se descontrolou e partiu para cima de Paola e de sua filha, ferindo uma das mãos da mulher. O ex-goleiro acabou detido e foi levado à delegacia por agentes. Ele deverá comparecer a um tribunal ainda nesta quinta-feira, e pode ser punido formalmente pelo delito de lesão corporal grave.

O chileno ficou famoso por um jogo contra a Seleção Brasileira, no Maracanã, no dia 3 de setembro de 1989, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1990. Rojas se jogou no gramado e simulou ter sido ferido por um rojão atirado das arquibancadas em sua direção. Mas o próprio ex-jogador revelou ter cortado o rosto com um bisturi.

Mais tarde, foi provado que a atitude dele foi planejada para enganar a arbitragem e induzir o juiz a suspender a partida. Desse modo, o Brasil perderia a pontuação. A seleção chilena ficou de fora do Mundial de 1994, nos Estados Unidos, como punição. Na época, Rojas foi suspenso do futebol.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com