Após anos sendo espancada, mulher é morta a tiros pelo marido

O marido da vítima, que era violento e não aceitava separação

A manicure Jemima da Veiga Gomes, de 32 anos, foi assassinada a tiros na frente da casa da mãe dela, em São Paulo. O marido da vítima, que era violento e não aceitava o fato de a mulher querer a separação, é suspeito do crime.


Image title

Joabe Midion Sachwin da Silva passou a morar com a mulher e foram quase dois anos de relacionamento com muitas brigas e agressões. Em algumas ocasiões, as agressões eram tão intensas que a manicure ficava com o rosto todo machucado, 

Depois de um tempo, as agressões passaram a ser seguidas de ameaças. Segundo parentes, Silva dizia que se ela terminasse o relacionamento, mataria ela e a família.

O homem teria pegado um revólver e chamado a manicure para conversar na frente da casa. Em seguida, atirou quatro vezes. A mãe de Jemima ouviu o barulhos dos disparos e, quando saiu de casa, viu a filha caída na rua e o genro correndo com a arma na mão. Desde então, o homem está desaparecido. 



Fonte: Com informações do R7