Após assalto a ônibus quatro assaltantes morrem em troca de tiros com a PRF

O motorista foi obrigado a seguir até um canavial.

Quatro assaltantes morreram durante uma troca de tiros com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na madrugada desta sexta-feira (9), na BR-104, no município de Branquinha, na Zona da Mata alagoana. O bando teria assaltado um ônibus interestadual e se preparava para atacar outro veículo quando foi interceptado pela polícia e atingido pelos disparos.

Segundo informações do perito criminal Paulo Jerônimo Camilo, que recebeu o chamado para fazer os levantamentos nos corpos, o primeiro assalto aconteceu no início da madrugada, ainda no município de Murici. Um ônibus da empresa Progresso passava pela rodovia federal quando foi interceptado pelos criminosos. O motorista foi obrigado a seguir até um canavial.

Na investida criminosa, a quadrilha invadiu o coletivo, anunciou o assalto e, sob ameaças de morte, recolheu pertences e objetos pessoais de todos os passageiros. Depois do crime, eles fugiram em um veículo Gol branco, de placa MVF-3514, de São Miguel dos Campos, que teria sido objeto de roubo em outra ocasião.

“Já durante a fuga, eles tentaram abordar outro ônibus de viagem, mas vinham sendo perseguidos por agentes da PRF. Ao perceberem a ação policial, efetuaram vários disparos em direção à equipe, que revidou e atingiu quatro deles. Os criminosos não resistiram aos ferimentos e morreram lá mesmo. Estava de plantão, quando a equipe recebeu o chamado para fazer a perícia; inclusive, a PRF pediu urgência nos trabalhos”, informou o perito Paulo Jerônimo.

A cena chamou a atenção de moradores da localidade. Além dos peritos do Instituto de Criminalística (IC), funcionários do Instituto Médico Legal (IML) também foram acionados para fazer o recolhimento dos corpos.

Operação Rota Segura

A assessoria da Polícia Rodoviária Federal confirmou as mortes e disse que outra equipe foi acionada ao local para dar o apoio necessário aos colegas de farda, bem como ajudar no isolamento da região e no controle do fluxo de veículos que passam pela localidade.

Informações da assessoria dão conta de que, no momento em que o assalto foi realizado, a equipe executava a segunda etapa da operação Rota Segura, com o objetivo de combater roubos a ônibus interestaduais, tendo em vista um aumento no número de ações criminosas em rodovias federais.

"Esta operação não é rotineira e tem este fim específico. Sempre estamos tentando agir de forma a combater crimes em estradas. Na primeira etapa da operação, ocorreram prisões e, agora, mortes, infelizmente", informou a assessoria, acrescentando que a troca de tiros aconteceu por volta das 3h50.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gazetaweb