Após descobrir namoro da irmã, jovem incendeia casa e mata 1

Três jovens, com idades entre 18 e 20 anos, foram os responsáveis por atear fogo ao local.

Um jovem de 19 anos morreu após um incêndio criminoso na noite do último sábado, na Cidade Industrial de Curitiba (PR). A vítima estava dentro de uma residência, onde moravam outras seis pessoas que ficaram feridas. Três jovens, com idades entre 18 e 20 anos, foram os responsáveis por atear fogo ao local. O motivo seria o relacionamento da irmã de um dos adolescentes com um dos moradores da casa.

Além da vítima fatal, outras nove pessoas ficaram feridas pelo fogo, incluindo os responsáveis pelo incêndio. Duas pessoas continuam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico. Ainda há internados no setor de queimados da instituição.

De acordo com a polícia, um dos jovens que causaram o incêndio, de 19 anos, descobriu que a irmã de 13 anos teve um relacionamento com um dos moradores da residência atingida, que reunia trabalhadores de uma empreiteira. Ele, então, reuniu mais dois amigos e resolveu atear fogo na casa, onde estavam sete pessoas.

Os três jogaram gasolina pela casa e deram início ao incêndio. Eles ainda colocaram fogo na porta do local, na tentativa de impedir a fuga dos moradores. As vítimas conseguiram fugir pelas janelas. O homem que manteria um relacionamento com a adolescente não estava na casa no momento do incêndio.

"São jovens de 18 a 20 anos que fizeram isto. Para mim, são três crianças. Eles resolveram atear fogo e causaram tudo isto. Acredito que eles não imaginaram que resultaria em tudo isto. Tanto que eles saíram bastante machucados. O terceiro envolvido, irmão da menina, que fugiu, resolveu se apresentar porque não aguentava mais as dores. Ele estava cheio de bolhas enormes nos braços e nas pernas.

Tanto que ouvimos o jovem e providenciamos o transporte dele para o hospital", afirma o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios de Curitiba. Os três jovens que causaram o incêndio vão responder por seis tentativas de homicídio e uma lesão natural de natureza grave seguida de morte.

"Com a morte de uma das vítimas, eles serão indiciados por lesão natural de natureza grave seguida de morte. Dois jovens que colocaram fogo na casa serão encaminhados para prisão assim que receberem alta", explica Recalcatti. O terceiro envolvido já se apresentou e deve ter a sua prisão solicitada à Justiça.

Fonte: Terra