Após fim de casamento, homem arma emboscada e degola ex-mulher

Suspeito não aceitou o fim do relacionamento de mais de dez anos

Claudinei Afonso Neto, de 47 anos, é suspeito de degolar a ex-mulher Tânia, no interior de São Paulo, por não aceitar o fim do casamento de mais de dez anos. De acordo com uma das filhas do casal, o filho mais novo contribuiu com crime, porque ficava estimulando o ódio do pai ao contar para ele todos os passos da mãe.


Image title

Eles moravam com os filhos, uma menina de 12 anos e um garoto de nove. A vítima começou a trabalhar como atendente de caixa em uma padaria, o que desagradava o então marido.O homem era possessivo e ciumento, de acordo com a família.

Ele chegou a atropelar a atendente quando saía do trabalho. A vítima fez um boletim de ocorrência, mas sem citar o nome do suspeito como condutor do veículo. A família, então, convenceu Tânia a se separar e mudar para a casa de sua mãe com os filhos.

O filho do casal, de nove anos, contava todos os passos da mãe para o pai. Neto convenceu Tânia a ir à construção que estava fazendo para morar com os filhos. No local, ele tentou degolar a atendente, mas não conseguiu. Ele fez uma nova tentativa, essa bem sucedida; a ação durou cerca de oito minutos.

Preocupada com o desaparecimento, a família acionou a polícia e descobriu o corpo de Tânia na construção. Segundo a família, o filho de nove anos não chorou quando soube da morte da mãe e diz não se sentir parte da família. O vigilante continua foragido.


Fonte: Com informações do R7