Após luta corporal, vigia é baleado dentro de Mercado em Parnaíba

O vigia José Maria informou que conseguiu ferir a barriga de seu agressor com uma faca.


Um vigia identificado como José Maria Silva Araújo, 53 anos, foi baleado enquanto fechava o estabelecimento onde trabalhava, no Mercado da Quarenta, em Parnaíba, a 364 km da capital teresina.

De acordo com informações da polícia,  um homem de camisa amarela, e que estava a pé, investiu e o ameaçou, dando indicativos de que queria amarrá-lo, em seguida, José Maria acabou se envolvendo em uma luta corporal com o agressor que disparou a arma três vezes. Um tiro o atingiu abaixo do peito direito, outro o atingiu na perna esquerda e um terceiro projétil acertou o lado direito das nádegas. Em seguida, o agressor se retirou.

Apavorado com o ocorrido, a vítima acionou o Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM) e uma guarnição comandada pelo sargento Marcos Antônio se descolou. A Força Tática chegou em seguida. Uma unidade avançada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) prestou socorro a José e o encaminhou para o Pronto Socorro do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA).

O vigia José Maria informou que conseguiu ferir a barriga de seu agressor com uma faca. Diante disso, as guarnições de Parnaíba e Luís Correia passaram a monitorar os hospitais. Nas imediações do novo troca-troca e do Mercado da Quarenta há três vigias, mas José se enganou ao acreditar que os outros iriam ajudá-lo no momento de perigo. José Maria Silva Araújo estava trabalhando na sua última noite de serviço como vigia do mercado e tinha esperança de continuar com o trabalho.

O vigia tinha o hábito de sair do boxe, onde fica seguro, para se limitar ao ar livre, quando acabou percebendo o que se passava. Ele é pai do repórter da TV Costa Norte Wilken Silva e mesmo abalado, com a situação, se esforçava em colaborar com a polícia para encontrar o homem que tentou matar seu pai. Ninguém foi preso ainda.

Fonte: Proparnaiba