Após separação, mulher é suspeita de queimar 60% do corpo do ex-namorado devido ciúmes

Após separação, mulher é suspeita de queimar 60% do corpo do ex-namorado devido ciúmes

Vítima está em estado gravíssimo na UTI e aguarda transferência de hospital

Motivada por ciúme, uma mulher é suspeita de ter ateado fogo no ex-namorado na cidade de Cornélio Procópio, no Paraná. A vítima, Claudecir Pacheco, de 45 anos, teve mais de 60% do corpo queimado e está em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital da cidade. Segundo a direção da unidade de saúde, o homem respira com a ajuda de aparelhos e aguarda, nesta segunda-feira (11), uma transferência para o hospital de queimados de Londrina.

Segundo a polícia, o casal tinha um filho e a suspeita não aceitava o fim do relacionamento. Ela teria se irritado ao descobrir que o homem estava com uma namorada nova e foi até a sapataria em que ele trabalha. Ela jogou tinner e depois uma vela que já estava acesa. Em seguida, fugiu em uma moto.

A vítima foi socorrida por vizinhos e encaminhada pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ao hospital. Na imagem, local danificado após as chamas.

Após um dia de buscas da polícia, Lilian se entregou acompanhada de um advogado. Ela disse que o fogo começou por acidente e que tentou apagar as chamas no rosto do ex-namorado.

A delegada Caroline Fernandez informou que ficou clara a tentativa de homicídio, crime pelo qual a mulher foi indiciada, e que ela passou por exames de corpo delito e foi encaminhada ao presídio feminino de Cornélio Procópio.

Familiares da vítima contaram à polícia que a relação do casal foi marcada por brigas e desentendimentos. A criança está com a vó materna, já que o pai está no hospital e a mãe no presídio.

Fonte: r7