Após sofrer espancamentos, mulher joga água quente em partes íntimas do marido em defesa

Após sofrer espancamentos, mulher joga água quente em partes íntimas do marido em defesa

Agressora confessou o crime e contou à polícia que costumava ser espancada

Uma técnica de enfermagem esperou o marido dormir e atirou água quente nas partes íntimas dele na Baixada Fluminense. Ciro Fernandes, de 32 anos, foi internado no Hospital do Andaraí com queimaduras de segundo grau no abdômen, braço esquerdo e região genital.

Alice Gomes Leite confessou a ação em depoimento na Delegacia de Piabetá (66ª DP) e foi liberada em seguida. Ela alegou que tomou a atitude em ?legítima defesa?, já que costumava ser agredida pelo marido.

O delegado informou que marido e mulher vão responder por lesão corporal com violência doméstica, com pena prevista de três meses a três anos. No caso dela, a sentença pode ser agravada de acordo com a extensão da gravidade dos ferimentos do marido.

Ciro Fernandes, que teve 17% do corpo queimado, deve passar por uma cirurgia para enxerto. A mãe, Nádia Maria Fernandes, conta que o rapaz sente muita dor no hospital.

? Ele sente muito quando tem que tomar banho e trocar o curativo. Precisa tomar remédio para ser sedado. Quando eu o encontrei [no dia da queimadura], ele estava com um lençol por cima do corpo e falou: ?Olha o que a Alice fez comigo, mãe?. Quando olhei, estava nu com a pele saindo.

Fonte: r7