Armas de fogo são alugadas por menores para a prática de crimes

Armas de fogo são alugadas por menores para a prática de crimes

Os menores conseguem armas de fogo com facilidade com os próprios líderes do tráfico de drogas. Esta constatação é feita com a prisão de vários deles

Os menores conseguem armas de fogo com facilidade com os próprios líderes do tráfico de drogas. Esta constatação é feita com as prisões de vários deles portando ármas na prática de assaltos. Eles pagam para usar revólveres, portanto, no mundo do crime eles alugam as armas e pagam pelo uso fazendo cobranças aos usuários para os traficantes e com o dinheiro dos assaltos que praticam.

Um jovem de 19 anos de idade, entrevistado pelo repórter Pedro Borges para a Rede Meio Norte, conta que passou cinco anos no mundo das drogas e como fazia para utilizar as armas e seguir as leis exigidas pelo tráfico. ?Eu ajudava os traficantes a cobrar os outros usuários, ia cobrar aqueles que deviam e os inimigos também. Cheguei a atirar em algumas pessoas também?, revela.



Em torno das armas existe um poder paralelo imposto pelos bandidos. Quem aluga precisa dividir o lucro dos assaltos com eles e depois devolver a arma, porque se isso não acontecer, ele pode pagar com a própria vida. ?Eles falavam para eu ir e voltar com a arma para entregar para eles porque se não devolvesse eles iam atrás e tirava nossa vida. O custo do aluguel depende de cada traficante e do que você for fazer, do que vai ganhar no assalto para depois dividir com o traficante?, conta ojovem que não quis ser identificado.

O lider de uma organização não governamental, Francisco Júnior, conhece bem essa realidade, que envolve especialmente os menores. ?Muitos adolescentes estão por aí sem perspectiva de futuro e alguns adultos espertamente se aproveitam disso e do Estatuto da Criança e do Adolescente de forma equivocada. Muita gente faz isso, muito mesmo. Hoje tem lugar que você procura um pacote de sal e não encontra, mas se você estiver procurando uma arma aí você encontra. Eu acho que a população tem que ficar de olho porque é a maior fiscal hoje disso. Quem está sendo preso, quem está chegando no distrito, como estão adquirindo essas armas porque em Teresina hoje essa questão das armas virou uma banalidade?, apela.

Fonte: Marcilany Rodrigues