Arrombamentos causam medo em moradores na zona Leste da capital

Arrombamentos causam medo em moradores na zona Leste da capital

De dia ou de noite o arrombamento de veículos tornou-se algo comum na zona Leste de Teresina.

A zona Leste de Teresina concentra uma grande quantidade de bares, restaurantes e tem se consolidado como um importante polo de saúde. Mas devido à grande circulação de pessoas, sobretudo com alto poder aquisitivo, a região acabou se tornando um dos principais alvos de bandidos, nos últimos tempos, principalmente em se tratando de arrombamento de veículos.

Seja durante o dia ou à noite, quando as principais vias da região concentram uma grande quantidade de veículos, arrombadores aproveitam para agir, levando tudo o que tiver dentro dos carros. Cada vez mais ágeis, bandidos atuam sem deixar pistas e já fizeram centenas de vítimas nos últimos meses.

Lucas Veríssimo viveu esse drama em fevereiro deste ano, quando foi realizar uma prova de concurso em uma faculdade na zona Leste da cidade. Guardar o veículo no estacionamento da instituição não foi suficiente para impedir que os bandidos agissem. O técnico em informática afirma que o prejuízo só com os materiais levados, entre som, equipamentos de informática e telefones foi avaliado em R$ 20 mil.

?Quando saí do carro tinha ativado o alarme e fui fazer uma prova de concurso. Quando retornei, o carro estava arrombado, a luz do alarme estava só piscando. Eles fizeram um quadrado no vidro, para destravar o carro, cortaram o fio do alarme e levaram tudo. A ação foi muito rápida. Entre dez e vinte minutos. Quando cheguei os tapetes estavam em cima dos bancos pra não deixar digital?, conta o técnico em informática.

Ele afirma que, além da ação ter sido bastante rápida, a abordagem está cada vez mais qualificada. ?São pessoas que sabem o que estão fazendo. O carro foi levado pra perícia, mas não foi encontrada nenhuma digital compatível com os registros policiais?, comenta.

Prisão de quadrilha diminuiu 90% dos arrombamentos

Há cerca de 25 dias, policiais do 12º DP prenderam cinco acusados de realizar diversos arrombamentos a veículos na zona leste da cidade. A operação resultou na redução drástica no número de abordagens na região, conforme informa o delegado titular do 12º DP, Ademar Canabrava.

?Eles tinham como especialidade arrombamentos de carros e faziam a prática em todas as regiões de Teresina, mas em maior número na zona Leste. Antes da prisão eram três ou quatro veículos arrombados todos os dias. O índice de arrombamentos caiu praticamente 90%?, constata.

A quadrilha, segundo Canabrava é formada por seis pessoas e a única mulher do grupo está foragida. Os acusados devem permanecer presos em virtude do mandado de prisão preventiva expedido pelo Juiz da 3ª Vara Criminal, Samuel Mendes Moraes. ?Esses elementos já foram presos pelo 5º DP, 8º DP e em outras várias delegacias. Eles agiam em toda Teresina, mas agora permanecerão presos por conta do mandado de prisão?, confirma.

Bares e restaurantes reforçam segurança

Nos estacionamentos privativos, situações como essas são até mais difíceis de acontecer, no entanto, é nas ruas que aumenta o perigo. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Piauí (ABRASEL), Jorge Holanda, os empresários do setor tem reforçado mais na segurança dos clientes. Muitos deles acabam colocando até três seguranças a mais para garantir a tranquilidade do cliente. Em média, são dois para a segurança na entrada e dois nos estacionamentos. Mas é quando não há estacionamento que o perigo se torna ainda maior. Holanda reforça a reclamação que tem ouvido de grande parte dos empresários da região.

?A cidade tem uma deficiência muito grande na iluminação pública, principalmente na zona leste e isso facilita também os assaltos e arrombamentos. Aí junta a iluminação pública deficiente com a falta de policiamento ostensivo, que facilita as abordagens dos ladrões?, comenta.

Saiba como agir para não ser vítima

Apesar de não existirem maneiras de evitar ser alvo de bandidos, medidas simples podem, pelo menos, reduzir os prejuízos. Segundo o major Costa Lima, comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, algumas observações são necessárias na hora de se estacionar o veículo.

O principal deles é tirar da vista dos bandidos os bens materiais. ?É aconselhável que não deixe expostos os bens nos bancos do carro. Às vezes, os próprios flanelinhas podem colaborar para o furto. Muitos deles são responsáveis, pais de família, mas existem aqueles de má índole. Por isso é bom também procurar dialogar com eles pra que eles não interpretem que você está com má vontade em pagar. Não significa que deve pagar algo para ele, mas se negar, infelizmente corre o risco de sair e encontrar o carro danificado quando voltar?, explica.

Ao sair à noite, a dica é evitar estacionar em locais escuros e escolher, de preferência, vagas mais próximas ao estabelecimento onde esteja. ?O ideal, na verdade, era que não fosse de carro, porque a pessoa já vai ingerir bebida. Isso seria uma proteção a mais, tanto ao veículo quanto à própria vida?, completa.

Fonte: Virgínia Santos