Lojas do centro são arrombadas quase diariamente

O empresário Jose Luis de Oliveira explica que nesta madrugada de sexta-feira sua loja foi arrombada.

As ações dos arrombadores se intensificaram em torno do Complexo Cultural Pedro II e na Avenida Antonino Freire, centro de Teresina. Muitos comerciantes denunciam que já foram vitimas de arrombadores e contabilizam prejuízos e não sabem o que fazer.

O empresário Jose Luis de Oliveira explica que nesta madrugada de sexta-feira sua loja foi arrombada e os ladrões furtaram uma impressora, um monitor, uma balança e algumas caixas de produtos. Os criminosos deixaram para trás uma faca e um par de sandálias.

O comerciante denuncia que o local não existe policiamento no período noturno, o que facilita os arrombamentos. Os bandidos chegam a não se incomodar com a presença de câmeras de segurança que existem em alguns estabelecimentos e praticam as ações criminosas tranquilamente.

O caso da comerciante Tania Prado virou drama. Os bandidos já conseguiram agir varias vezes, levaram doces, queijos, castanhas e bebidas. Ela se emociona com essa realidade: "Minha gente onde anda a policia? Os governantes? Não fazem nada. A gente vem aqui três vezes na noite, arriscando a vida. Vem eu, meus dois filhos e marido. Todo dia a gente vem e não adianta. Não tem quem tome providencias. Eu tomo calmantes para dormir. Não tem ninguém que fale pela gente", diz ela.

Fonte: Rede Meio Norte