Assaltante é executado com seis tiros por comparsas dentro de casa em Fortaleza

Dois homicídios ocorridos em um intervalo de menos de dez minutos

Dois homicídios ocorridos em um intervalo de menos de dez minutos, em dois bairros vizinhos, mobilizaram as autoridades policiais e amedrontaram os moradores da região. A primeira morte foi registrada por volta das 16 horas de ontem no bairro Bonsucesso e a segunda, minutos depois no Siqueira II.

Nos dois casos, patrulhas da 4ª Companhia do 6º Batalhão foram acionadas, mas nenhum dos acusados dos crimes foi localizado. A primeira vítima foi identificada como Francisco Michel Barbosa, 21. Ele estava na casa de sua mãe, na Travessa Chico Mendes, no Bonsucesso, quando dois homens chegaram de bicicleta ao local. Um deles entrou na casa, conversou alguns minutos com a vítima e, em seguida, a executou.

De acordo com o sargento PM Marcos Souza, da Força Tática de Apoio (FTA) da 4ª Companhia do 6º Batalhão, a vítima era acusada de roubo em quatro processos judiciais. O policial acredita que o crime pode estar ligado a um ?acerto de contas? ou com a partilha de algum produto de roubo.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC) foram ao local do homicídio e constataram que Michel foi executado com seis tiros de revólver. De acordo com o perito Marcelo Albuquerque, a vítima estava assistindo à TV quando foi morta.

Familiares de Michel não quiseram conversar com a Imprensa. Eles disseram que não sabem quem são os acusados. Afirmaram apenas que Michel morava no Bom Jardim e que havia se mudado há pouco para aquele bairro.

Quase no mesmo instante em que Michel era assassinado com seis tiros, no Bonsucesso, outro homem era executado, com três balaços, no bairro Siqueira II. Era o feirante Raimundo Nonato Maciel de Souza, 36. Ele foi encontrado por moradores da Rua Avelã.

Tráfico de drogas

De acordo com o subtenente Ivan Matos, da 4ª Companhia do 6º Batalhão, que atendeu à ocorrência do homicídio, ao chegar ao local, o corpo estava cercado de curiosos, mas todos afirmaram que não viram nada.

Segundo Matos, a vítima era ex-presidiária da Colônia Agrícola Penal do Amanari. ?Ele saiu de lá no começo deste ano, onde cumpriu pena por tráfico de drogas?, afirmou o PM.

A filha da vítima contou aos policiais que o pai não estava mais envolvido em crimes. A Polícia, no entanto, acredita que sua morte pode ter ligação com o tráfico de drogas.

Na manhã de ontem, na Tabuba, no Município de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), o corpo de Antônio Pereira da Silva, 44, foi encontrado por seu sobrinho. Ele foi morto por espancamento.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br