Fotos! Assaltantes fogem pelo rio Parnaíba após tentativa de assalto

Um dos elementos, conhecido como ""Diabinho"", desmaiou após ser capturado pelos policiais.Veja!

Uma tentativa de assalto terminou mal para dois bandidos na manhã de hoje em Teresina. Ao tentar assaltar um estudante no centro da capital, três elementos foram surpreendidos pelo soldado Rogério Cléber, do Codam, que estava à paisana. Percebendo a presença do policial, um dos marginais abriu fogo contra o PM. Em seguida os três fugiram levando uma bolsa do estudante. Um conseguiu evadir-se, e dois tentaram empreender fuga entrando no rio Parnaíba, na região da Ponte da Amizade.

A partir daí começou uma perseguição que tomou as duas margens do rio. O policial os seguiu pela água, e o primeiro assaltante, conhecido como ""Morcego"", foi capturado no lado maranhense, com o apoio da PM de Timon-MA. O que se seguiu após a primeira captura foi uma longa jornada pelo rio em perseguição ao outro assaltante, que só terminou em uma coroa, em um ponto do rio na altura do bairro Acarape, depois das estações de tratamento da Agespisa.

O bandido conhecido como ""Diabinho"" foi dominado por um policial do Maranhão e pelo policial Rogério Cleber. Aparentemente exausto e caído na areia da coroa, o ladrão não esboçou reação. O cansaço físico o levou ao desmaio e até massagem cardíaca foi feita no assaltante. Ainda desacordado, Diabinho foi trazido para a margem piauiense em uma canoa motorizada de um morador. Não se sabe porque os Bombeiros não participaram da operação.

Já na margem, o bandido, inconsciente, foi cercado por populares e policiais. O atendimento continuou a ser prestado na calçada da avenida Maranhão, onde os policiais constataram que ele continuava respirando. Nos bolsos do assaltante, a polícia encontrou apenas moedas. O SAMU chegou logo em seguida e removeu o assaltante Diabinho para atendimento médico. Na saída da ambulância, a polícia advertiu os paramédicos do SAMU para o fato de que Diabinho é um bandido de alta periculosidade.

O PM Rogério Cláber deu mais detalhes do ocorrido. ?Na hora em que percebi o assalto, reagi. Eu estava à paisana, e quando eles perceberam, atiraram. Um deles também tinha uma faca. Eu estava armado, mas fiquei impedido de reagir porque havia muitas pessoas e alguém poderia levar um tiro?, contou o policial, ainda ofegante, logo após sair do rio, onde dominou Diabinho com a ajuda de outro PM. (D.L.)























FOTOS: JOSÉ ALVES FILHO

Fonte: Dowglas Lima, Jornal Meio Norte