Assassina confessa ter tido relações sexuais com corpos decapitados

uana fez o relato chocante de dentro de uma prisão na Califórnia

Uma assassina mexicana, confessou para a polícia ter tido relações sexuais com os corpos decapitados de suas vítimas e disse que chegou a beber o sangue delas. 

Também conhecida como “a pequena”, ela ficou grávida aos 15 anos. Para sustentar a si mesma e ao filho, ela trabalhou como prostituta, até entrar perigoso mundo do cartel. 

" Desde garotinha, eu era uma rebelde. Depois, me tornei viciada em drogas e alcoólatra".

Hoje, Juana tem 28 anos. Ela conta que começou a “carreira” no cartel como vigia de policiais e do Exército. Se falhasse, a jovem lembra que era amarrada e deixada praticamente sem comida pelos membros da organização.

Assassina confessa ter tido relações sexuais com corpos decapitados (Crédito: Reprodução)
Assassina confessa ter tido relações sexuais com corpos decapitados (Crédito: Reprodução)


No começo, a jovem diz que se sentia mal ao testemunhar os assassinatos realizados pelo cartel. Mas, pouco tempo depois, ela começou a sentir prazer com as mortes. 

" Comecei a me animar com isso, me esfregando e tomando banho no sangue, depois de matar uma vítima. Eu até bebia enquanto ainda estava quente".

Assassina confessa ter tido relações sexuais com corpos decapitados (Crédito: Reprodução)
Assassina confessa ter tido relações sexuais com corpos decapitados (Crédito: Reprodução)


De acordo com os jornais locais, ela insinuou ter tido relações sexuais com os cadáveres, usando cabeças decapitadas e outras partes do corpo para sentir prazer. 

Juana fez o relato chocante de dentro de uma prisão na Califórnia, onde aguarda a sentença pelos crimes cometidos.

Fonte: Com informações do R7