Assassino vai à cadeia e pede para ser preso

Os agentes então perceberam que o homem se tratava de um procurado pela Justiça.

Alegando ser assassino, desempregado e ameaçado de morte, um homem de 41 anos pulou um alambrado, invadiu uma prisão em Sorocaba, a 100 km de São Paulo, e pediu para ser preso. De acordo com a polícia da cidade do interior do Estado, o caso curioso ocorreu na quinta-feira (10).

Ainda, segundo a polícia, num primeiro momento os agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP) desconfiaram da história do homem, mas o prenderam após ele pedir para pesquisarem sua ficha de antecedentes criminais.

Os agentes então perceberam que o homem se tratava de um procurado pela Justiça. Havia um mandado de prisão contra ele feito em São Caetano do Sul, no ABC. O homem em questão havia sido condenado por homicídio culposo (sem intenção de matar) em regime semiaberto.

Ao ser preso, o homem agradeceu aos agentes e disse que se sentia mais seguro atrás das grades do que livre nas ruas. Segundo informou a polícia de Sorocaba, ele tem medo de ser morto por causa de desavenças com inimigos.

Reincidente

Não é a primeira vez que o homem que se diz assassino se entrega porque quer ser preso. Em agosto de 2008, ele ligou para o telefone 190 da Polícia Militar, deu seu nome e pediu para verificar se era procurado pela Justiça. Assim que o PM confirmou, o homem deu seu endereço e pediu que um carro da polícia fosse buscá-lo. Como havia sido condenado ao regime semi-aberto, não ficou na prisão.

A assessoria de imprensa da Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo não foi encontrada pelo G1 para comentar o assunto.

Fonte: g1, www.g1.com.br