Assassino que matou mulher a mando da própria vai a julgamento

Ele teria ganho R$ 500 e um notebook.

O pedreiro Ricardo do Nascimento Alcântara será levado a julgamento nesta quinta-feira (12) em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Ele é acusado de assassinar a vendedora de carros importados, Lidiana Severo de Oliveira, de 32 anos, depois de ter sido contratado pela própria vítima para matá-la.

Em depoimento, Ricardo do Nascimento afirmou que a vítima ofereceu R$ 500, um notebook e um revólver para que ele a matasse. Segundo depoimentos de amigas da vendedora, ela passava por dificuldades financeiras.

Conforme os autos, no dia 10 de agosto de 2009, a mulher foi encontrada morta dentro do veículo, na localidade de Tabuleiro Grande, em Caucaia. O corpo apresentava duas perfurações à bala.

Policiais militares prenderam Ricardo Alcântara um dia depois do crime. Inicialmente, ele foi detido sob a acusação de latrocínio (roubo seguido de morte), por terem sido encontrados em seu poder objetos que pertenciam à vítima.

Depois da instrução, o Ministério Público do Ceará (MP/CE) requereu a incompetência da Vara, ?por entender que o fato foi supostamente crime de homicídio?. A defesa concordou com a tese do MP/CE e o processo foi remetido à Vara Única do Júri.

?Isso permite cogitar sobre a possibilidade de ela ter planejado ação contra a própria vida?, afirmou o juiz Michel Pinheiro. Em novembro de 2011, o magistrado admitiu a tese de que não houve latrocínio, em virtude da falta de provas, e determinou que o réu fosse julgado por homicídio.

A sessão será presidida pelo juiz Michel Pinheiro e a defesa ficará a cargo do defensor público Victor Matos Montenegro. A acusação terá à frente o promotor de Justiça Paulo de Queiroz Magalhães Vitoriano Nobre.

Fonte: jangadeiroonline.com.br