Atentado contra ônibus escolar mata 9 no Paquistão

Entre as vítimas estavam quatro crianças, e cerca de 20 ficaram feridas devido à explosão

Pelo menos nove pessoas morreram neste sábado (16), entre elas quatro crianças, e cerca de 20 ficaram feridas devido à explosão de um carro-bomba na passagem de um ônibus na cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão, informou uma fonte policial.

O atentado ocorreu quando um ônibus escolar circulava pela movimentada área de Kashkal, em Peshawar, capital da Província da Fronteira Noroeste, segundo a fonte citada pela rede privada "Dawn".

De acordo com esta versão, a bomba, de entre 40 e 50 quilos, foi ativada por controle remoto.

Os feridos, muitos deles menores, foram levados para um hospital da cidade, enquanto as forças de segurança isolaram a área, segundo a imprensa.

A explosão causou danos em muitos veículos e edifícios dos arredores, assim como na rede de energia elétrica.

O atentado ocorre em um momento no qual o Exército do Paquistão combate a insurgência talibã em vários distritos do país pertencentes à Província da Fronteira Noroeste, entre eles o Vale de Swat.

O governo paquistanês deu por quebrado este mês um acordo de paz alcançado em fevereiro com os insurgentes de Swat, depois que estes avançaram, em abril, do vale para demarcações vizinhas, aproveitando uma trégua.

A operação das forças de segurança, que já tinha começado no final de abril, acabou com a vida de cerca de 900 fundamentalistas, segundo cálculos militares que não têm confirmação independente.

O primeiro-ministro paquistanês, Yousuf Raza Gillani, condenou o ataque terrorista em Peshawar, segundo a "Dawn".

Horas antes do atentado, Gillani tinha dito que a ação militar contra os insurgentes no norte é "vital" para a "sobrevivência do país", segundo declarações divulgadas pela agência estatal "APP".

Fonte: g1, www.g1.com.br