Menina de 14 anos dispara e mata turista em tentativa de assalto

Menina de 14 anos que baleou turista tem diversas passagens pela polícia. Segundo a polícia, mãe da jovem está colaborando com a investigação

?Se for atirar em alguém, atira em mim, não na minha família?, disse o turista de São Paulo antes de ser baleado em um assalto em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na noite do último domingo (13), de acordo com informações do boletim de ocorrência registrado pela polícia. O delegado responsável pelo caso afirma que já identificou dois acusados pelo crime. Uma das suspeitas, uma adolescente de 14 anos, já foi detida por roubo, tráfico de drogas, porte de entorpecentes e por dirigir sem habilitação.

De acordo com o delegado Luiz Evandro Medeiros, a menor foi identificada com a ajuda de uma testemunha que estava próxima ao local do crime. No 1º DP de Praia Grande, a polícia já tinha o registro da menor, já que em novembro de 2010, com apenas 12 anos de idade, ela foi detida por roubo.

lém da detenção por roubo, a menor já foi detida duas vezes por dirigir sem habilitação. ?Em uma das detenções a menor portava entorpecentes no carro que dirigia. Em depoimento, a mãe da adolescente afirmou que a menina já ficou apreendida por tráfico de drogas por nove meses, na Fundação Casa em São Paulo?, afirma o delegado.

Ainda segundo o delegado Luiz Evandro, a mãe da adolescente colaborou com a polícia entregando fotos recentes dela. ?A mãe prefere que a filha seja custodiada. Ela mesma falou isso. Na primeira passagem, a garota tinha 12 anos?, diz o delegado.

O delegado afirma que a polícia já tem informações sobre um segundo suspeito de ter participado do crime. ?Temos um indício do segundo elemento. Temos o nome dele, mas não podemos publicar ainda. E quanto a ela estamos vigiando. Uma hora ela tem que aparecer para pedir comida, roupa, dinheiro, já que é uma adolescente de 14 anos. Ela não tem logística ainda. Também acho difícil que alguém vá abrigar ela dentro de casa?, afirma Luiz Evandro.

O caso

Rafael Abbatipietro Nunes Rosa, de 29 anos, estava parado no trânsito na Avenida Marginal da Via Expressa Sul quando pediu informação para um homem sobre como chegar à via principal. De acordo com o boletim de ocorrência, o mesmo homem teria voltado minutos depois, acompanhado da jovem que, segundo testemunhas, teria anunciado o assalto. Inicialmente a polícia divulgou que a jovem teria 15 anos.

De acordo com as vítimas, a assaltante queria a corrente de ouro e o relógio do turista, que segurou a mão dela e pediu que não levasse nada. A jovem acabou se irritando e deu um tiro no peito do turista. A criminosa não conseguiu levar nenhum pertence da vítima, e até o momento, não foi encontrada pela polícia.

A vítima ainda conseguiu sair do carro e correu atrás da menina, mas não aguentou e caiu na avenida. A esposa do turista levou o empresário baleado até o pronto-socorro Central, onde o turista chegou ainda com vida, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Fonte: G1