Atirador é transferido para cela para presos com curso superior

Atirador é transferido para cela para presos com curso superior

Na casa onde morava foi encontrado um arsenal que incluía pistola, espingarda e facas.

O homem que atirou em três pessoas na manhã de ontem (18) foi transferido na madrugada desta sexta-feira a uma delegacia com cela para presos com curso superior, na Vila Carrão, zona leste de São Paulo. Ele estava detido no 6º Distrito Policial, no Cambuci.

O administrador de empresas Fernando Gouveia, 33, atirou por volta das 8h20 contra um oficial de Justiça e um enfermeiro, que estavam no local para cumprir uma ordem de internação contra o atirador, além da psicóloga, que morava com ele.

A mãe de Gouveia, havia entrado com o pedido de interdição após o filho, que sofre de esquizofrenia, sair de casa há cerca de dois meses. Ele deveria passar por uma avaliação e posteriormente poderia ser internado em uma clínica particular em Itapira (a 164 km de São Paulo).

Segundo a polícia, ao ser informado sobre a ordem judicial, Fernando atirou nos três e atingiu o oficial de Justiça na região do tórax, o enfermeiro no rosto, e a psicóloga no braço.

As três pessoas atingidas foram levadas ao pronto-socorro Vergueiro e, depois, encaminhadas para o Hospital do Servidor Público. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde dos dois homens --de 37 e 49 anos-- e da mulher de 45 é estável, mas não foram passados detalhes.

Após atirar, Fernando entrou na casa que mora com a psicóloga e se recusou a sair, de acordo com a PM. Durante a manhã, ele manteve contato com os policiais por telefone e posteriormente fez contato visual, da janela da casa, alternando momentos de delírio e lucidez.

Após quase nove horas de negociação com a polícia, ele se rendeu. No local, foi encontrado um arsenal que incluía pistola, espingarda e facas.

Fonte: UOL