Atrizes aliciadas para sexo sem preservativo tomaram falso coquetel

Elas passavam uma semana em países como Angola e Portugal.

A polícia prendeu nesta quinta-feira (24) cinco pessoas por tráfico de mulheres em São Paulo. Três dos detidos são acusados de aliciar mulheres, desde simples frequentadoras de casas noturnas até garotas de programa. Elas recebiam US$ 10 mil para viajar para países como Angola, África do Sul e Portugal.

As garotas passavam uma semana nos destinos, faziam sexo sem preservativo e na volta ganhavam um falso coquetel antiaids. Mulheres famosas, como atrizes e modelos, ganhavam até US$100 mil pelo serviço. Um empresário brasileiro e um homem que fazia toda a documentação foram presos. Dois empresários angolanos são procurados pela polícia

Fonte: G1