Auditor da Sefaz preso por praticar extorsão no CE

O funcionário público estadual, que trabalha há 15 anos no órgão, foi preso em flagrante

Uma sigilosa investiga??o policial, que come?ou h? um m?s, comandada pelo delegado Francisco Alves, do Departamento de Intelig?ncia Policial (DIP), resultou na tarde de ontem, na pris?o do auditor da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Paulo Evangelista de Paula, 42. O funcion?rio p?blico estadual, que trabalha h? 15 anos no ?rg?o, foi preso em flagrante, acusado de tentar extorquir R$ 4 mil de um comerciante do ramo de confec?es para n?o mult?-lo.

A pris?o ocorreu por volta das 16 horas de ontem, numa unidade da Sefaz, situada no cruzamento das ruas Senador Pompeu com Castro e Silva, no Centro de Fortaleza. Segundo o delegado Alves, o auditor passou a ser investigado ap?s uma comunica??o da Corregedoria da Sefaz, ? Superintend?ncia da Pol?cia Civil, informando que um comerciante tinha procurado o ?rg?o para fazer uma den?ncia de extors?o.

Revolta

De acordo com Alves, o comerciante relatou na Corregedoria da Sefaz, que j? tinha sido v?tima do mesmo golpe anteriormente. Ele contou que, este ano, em uma visita ao seu estabelecimento, ocorrida no m?s de julho, Paulo Evangelista tinha afirmado que, para n?o ser multado em R$ 25 mil, teria que pagar R$ 4 mil. Revoltado com a situa??o semelhante a que j? tinha vivenciado no ano passado, ele procurou a Corregedoria da Sefaz e denunciou a tentativa de extors?o.

A partir das informa?es obtidas com a Sefaz e com o comerciante, os policiais do DIP passaram a monitorar o auditor, inclusive com grava?es em v?deo. De acordo com o delegado, que chefiou as investiga?es, os contatos entre o auditor e o comerciante eram feitos por telefone e na sede da Sefaz. Segundo a Pol?cia, ap?s a primeira visita ao comerciante, ele entrou em contato por telefone com a v?tima e fez a proposta. O comerciante pediu um tempo para obter o dinheiro e denunciou o golpe.

Ontem, ocorreria o pagamento de parte do dinheiro. O comerciante teria dito ao auditor que entregaria R$ 1 mil. No momento da entrega, os policiais, que j? estavam no pr?dio, prenderam Paulo Evangelista.

O superintendente da Pol?cia Civil, delegado Luiz Carlos Dantas, afirmou que as a?es da Pol?cia Civil, juntamente com a Sefaz, est?o sendo realizadas com o objetivo de erradicar esse tipo de crime no Cear?. Segundo Dantas, o sucesso dessas opera?es resultam no aumento da arrecada??o para o Estado e conseq?entemente na melhoria da economia cearense e na vida dos cidad?os.

Corrup??o

O auditor foi autuado em flagrante pelos crimes de corrup??o passiva, que prev? pena de dois a 12 anos de pris?o; e contra a ordem tribut?ria, com pena de dois a oito anos. O delegado Alves disse ainda que a Pol?cia pretende ampliar as investiga?es com o objetivo de descobrir se Paulo Evangelista n?o est? envolvido em outras extors?es contra comerciantes locais.

A opera??o policial contou com a participa??o de dez homens do DIP. Eles passaram a fazer o acompanhamento do caso e acompanhavam a dist?ncia a negocia??o entre o auditor e o comerciante. Os policiais se surpreenderam com a ousadia do acusado, que fazia os contatos na sede da Sefaz.

A v?tima do golpe, relatou na Corregedoria do ?rg?o que n?o era a primeira vez que isso acontecia em sua fam?lia. Al?m dele, que havia sido extorquido em R$ 7 mil em 2007, sua m?e tamb?m foi v?tima do golpe.

Segundo o delegado Alves, o auditor nega todas as acusa?es. ?Ele disse que estava fazendo a fiscaliza??o normalmente?. At? o come?o da noite de ontem o auditor permanecia recolhido na sede da Superintend?ncia da Pol?cia Civil.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br