Aumenta número de roubos de veículos à mão armada

Aumenta número de roubos de veículos à mão armada

A todo instante carros são liberados do pátio da Polinter, na Zona Sudeste de Teresina.

O casal José Alves Filho e Iva Sousa sentiu na pele a ação dos bandidos. A representante comercial chegava à casa de sua mãe, no bairro Saci, no dia 27 de março, quando foi surpreendida por dois assaltantes em uma moto preta.



?Ele me abordou, falou comigo e à princípio eu não entendi o que ele falava por conta do capacete. Foi aí que ele mostrou a arma e falou, o carro. Aí eu entendi, puxei o freio de mão, baixei a cabeça e saí do carro e fiquei atrás esperando ele sair. Quando ele estava entrando no carro ele pediu para que o que ficou na moto atirasse em mim. Então eu fiquei parada, eu estava na porta da casa da minha mãe e fiquei com medo de tocar a campainha e fiquei esperando ver o que dava?, conta a representante que sofreu o assalto.

O carro é um palio azul, 2009, de placa NIK 1967 de Teresina. ?Dentro do carro se encontrava várias amostras do nosso trabalho, nossos instrumentos de trabalho como tablets, celulares que para um representante comercial é fundamental. Financeiramente, era o bem de maior recurso que a gente tinha, era nosso trabalho, nosso ganha pão, nossa principal ferramenta de trabalho?, conta o marido de Iva.



Na Polinter os policiais mantém uma taxa de recuperação de 70%, ou seja, de cada dez carros roubados, sete são recuperados. Contudo, em relação às motos, o êxito na recuperação só chega a 50%. A maioria dos veículos é roubado com uso de arma de fogo, tomados de assalto na porta das residências e, até mesmo, nos estacionamentos.

?Estamos evoluindo bastante, inclusive conseguimos já prender algumas peças chaves de quadrilhas que são grandes responsáveis pelo roubo de carros aqui em Teresina. E a tendência é a gente conseguir prender mais gente e diminuir bastante essas ações de bandidos que vem acontecendo aqui?, declara o delegado da Polinter, Guilherme Ferraz.



A todo instante carros são liberados do pátio da Polinter, na Zona Sudeste de Teresina. Chamou a atenção o caso de um carro que os bandidos tomaram de assalto no último sábado, no bairro Santa Clara, Zona Sul de Teresina. Na ação, os elementos agrediram inclusive uma aposentada de 80 anos de idade.

?A pessoa que estava conduzindo foi levar um neto em casa e quando deixou a criança e estava voltando, a senhora de 80 anos desceu para abrir o portão de casa os caras se aproximaram e quando viram ela entrando já se aproximaram e tomaram o carro, empurraram e derrubando a velhinha. Que valha é que tinha pouca gasolina e abandonaram o carro perto?, conta o autônomo Manoel Camilo.

Fonte: Marcilany Rodrigues