Babá agride criança com deficiência e é presa em flagrante, vídeo!

O menino nasceu com uma doença no coração.

Uma babá de 38 anos foi detida suspeita de maltratar um menino de 12 anos que possui deficiência múltipla, em Águas Lindas de Goiás, cidade goiana no Entorno do Distrito Federal. Câmeras de segurança da casa registraram quando a mulher dá um chute na cabeça do garoto, que está deitado no chão.

A funcionára também é flagrada ao colocar o pé sobre o menino. Em outros momentos, ao tirar a roupa e trocar a fralda do menino, ela puxa o garoto com agressividade. À polícia, ela confessou que as agressões aconteceram poucas vezes, alegou problemas pessoais e pediu perdão à família da criança.

Mãe da vítima, uma atendente que não quer ser identificada, conta que a babá cuidava há dois anos do filho. O menino nasceu com uma doença no coração e, depois de uma cirurgia, ficou com deficiência múltipla.

A mulher não desconfiava da funcionária. Ela decidiu instalar o sistema de monitoramento para aumentar a segurança da família devido à violência na região.

Ao ver as imagens, a mãe se surpreendeu. Ela conta que as agressões justificam uma mudança de comportamento do filho. "Eu percebi que ele já vinha tendo um comportamento diferente, agressivo nos momentos básicos, que era troca de roupa e banho", disse.

Após o flagrante, a mãe procurou o Conselho Tutelar, que encaminhou todos os envolvidos para a delegacia.

Confissão


A babá disse em depoimento à Polícia Civil que as agressões aconteceram poucas vezes. Ela contou que estava com problemas pessoais e acabou descontando no menino.

"Ela disse que exagerou no tratamento com o menor tendo em vista o estresse emocional que estava passando por motivo pessoal. Ela se arrependeu e deseja o perdão da mãe", contou o delegado responsável pelo caso, Danilo Souza.

De acordo com relatório médico, as atitudes da babá não provocaram lesões no menino. Ela vai responder em liberdade por maus-tratos. "Como o crime tem uma pena muito baixa, a lei não permite que ela seja presa. Ela assinou um termo de comparecimento ao Juizado Especial Criminal e foi liberada", explicou Souza.

Clique e leia mais notícias policiais.


Fonte: Com informações do G1