Bala perdida deixa mãe morta em São Paulo

Testemunhas disseram que o tiro partiu da arma de um policial civil

Uma mulher de 30 anos morreu e seu filho de 1 ano e 10 meses ficou ferido após serem atingidos por uma bala perdida durante uma operação policial na região do Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo.

A vítima caminhava pela Rua Leonor de Almeida, levando o filho no colo, quando um tiro foi disparado. A bala atravessou a perna do menino e acertou o peito da mulher, que morreu antes de chegar ao hospital.

Testemunhas disseram que o tiro partiu da arma de um policial civil, que tentava parar um motoqueiro que passava em frente a um mercadinho, a 25 metros de distância de onde a mãe e a criança foram atingidas.

"Eles atiraram no motoqueiro, só que a bala pegou na minha nora e no meu neto. Ela morreu e o meu neto fez uma cirurgia, está com um pino na perna", disse Vera Pereira da Silva, sogra da vítima.

O policial estava com outro investigador. Os dois foram encaminhados para a Corregedoria da Polícia Civil, que vai investigar o caso.

A criança foi levada para o Hospital Municipal do Campo Limpo, onde passou por uma cirurgia. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ele está estável e não tem previsão de alta.

Fonte: g1, www.g1.com.br