Bala perdida disparada por policial deixa rapaz paraplégico

Bala perdida disparada por policial deixa rapaz paraplégico

A vítima é um funcionário da empresa de ônibus Progresso

Durante uma perseguição policial, ocorrida no último dia 22, em Teresina, um rapaz conhecido por Edson Silva Nascimento, 28, foi alvejado por uma bala perdida quando estava saindo do seu trabalho. O projétil alcançou uma região comprometedora e, segundo os médicos, lhe deixou paraplégico.

Edson é funcionário da empresa de ônibus Progresso. O fato aconteceu por volta das 21h30. Segundo a esposa da vítima, que se identificou como Adriana, o autor dos disparos foi o policial Alves, que perseguia um criminoso de apelido Prancha, muito conhecido na região.

Tendo percebido que havia ferido um inocente, Alves parou e pegou o projétil da bala e foi embora, reação que revoltou a mãe da vítima. ?Ele conta para todos que vão visitá-lo! O caso aconteceu quando ele estava fechando o portão, viu alguém passar correndo, mas não percebeu o policial. De repente ele só sentiu que foi atingido. Meu filho pensou que tivesse sido um raio, porque estava chovendo. O policial foi onde ele pegou na mão dele e disse: levanta, cara! Ele disse que não podia levantar porque não sentia as pernas. O policial somente soltou ele e saiu.?

Depois de várias tentativas, ligando para Edson, a mãe afirma que pressentiu que algo errado havia acontecido.

Edson Silva foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina, onde se encontra internado. Ele levou um tiro no pulmão. A bala perfurou o corpo e atingiu a medula. Na manhã desta sexta-feira, 2 veio a triste notícia: Edson vai ficar paralítico, uma dor quase insuportável para a família. Adriana, esposa da vítima está grávida.

Fonte: Denison Duarte