Baleado morre e vítimas de chacina em SP chegam a seis

Segundo Polícia Civil, homem foi baleado e não resistiu aos ferimentos

Chegou a seis o número de moradores de rua mortos a tiros numa chacina ocorrida na madrugada desta terça-feira (11) na Zona Norte de São Paulo, segundo informou o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil. De acordo com a delegada Elisabete Sato, chefe do departamento especializado, um homem que havia sido baleado estava internado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta terça.

Ainda, segundo a delegada do DHPP,uma sétima vítima, uma mulher de 28 anos, é a única sobrevivente do ataque. ?Ela está internada em estado grave após ter sido baleada na cabeça?, afirmou Sato por telefone.

Todas as vítimas são mendigos e estavam dormindo sob um viaduto próximo à Rodovia Fernão Dias, no limite entre a região do bairro Jaçanã e a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, quando foram baleadas diversas vezes por quatro homens em duas motos, segundo relatou uma testemunha à polícia. Os criminosos usavam capacetes e fugiram em alta velocidade, o que dificulta a identificação deles. O número das placas também não foi anotado.

O delegado Luis Fernando Teixeira Lopes, da 3ª Delegacia de Homicídios Múltiplos do DHPP, apura o caso que foi registrado no 73º Distrito Policial, no Jaçanã, como mortes por autoria desconhecida. Apesar de ainda não ter identificado nenhum suspeito, a equipe que cuida de chacinas já tem algumas linhas de investigação. ?Só não posso adiantar quais são essas linhas para não atrapalhar nosso trabalho?, afirmou Sato.

Nenhuma hipótese está sendo descartada, por enquanto, pelo DHPP. Os investigadores apuram desde uma execução por dívida de drogas até um acerto de contas por outro motivo qualquer.

Fonte: g1, www.g1.com.br