Bandido é executado a tiros por comparsa dentro de ônibus coletivo em Fortaleza

A vítima já respondia por vários processos na Justiça

Um homem com uma extensa ficha criminal foi assassinado, na tarde de ontem, dentro do ônibus que fazia a linha 074 - Antônio Bezerra/Unifor. Segundo a Polícia, Paulo Wangley Marques de Souza, 25, voltava de uma audiência, no Fórum Clóvis Beviláqua, quando outro passageiro do ônibus cometeu o crime e fugiu.

O homicídio ocorreu quando o coletivo trafegava pela Rua Beni de Carvalho, quase esquina com a Rua Professor Dias da Rocha, no bairro Dionísio Torres. Quando ouviram os disparos, alguns passageiros se assustaram com a cena e ficaram nervosos, mas o acusado desceu sem ferir mais ninguém e, segundo testemunhas, entrou em um veículo preto.

De acordo com o cabo PM Francisco Bezerra, do Grupo Raio (Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas), a vítima já respondia por vários processos na Justiça, entre eles, homicídios, roubos e receptação.

A Polícia acredita que a ficha criminal da vítima pode ter motivado uma vingança por parte de algum inimigo. ?Ele respondia até por homicídio. Sua morte pode ser um acerto de contas?, afirmou Bezerra. Testemunhas contaram que o acusado subiu no ônibus minutos antes de executar Wangley.

Na noite da última segunda-feira (8), João Paulo Moura Rodrigues foi morto, a tiros, na Rua Iúri de Freitas, no Bom Jardim. O caso será investigado pelo delegado Jacob Stevenson, titular do 32º DP (Bom Jardim).

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br