Acusados de matar comerciante podem ser soltos

Acusados de matar comerciante podem ser soltos

As suspeitas são de crime de latrocínio, caracterizado por roubo seguido de morte.

Por vencer no próximo domingo (06), o prazo da prisão preventiva de Antonio Gilson da Silva e José Garcia, acusados de matarem o comerciante Ibernon Bandeira, no dia 19 de agosto no bairro São João, zona leste da capital, ambos podem ser soltos. As suspeitas são de crime de latrocínio, caracterizado por roubo seguido de morte.

A prisão preventiva de Antonio Gilson, que já respondia a outro processo em liberdade por tráfico de drogas em abril deste ano, foi decretada pelo juiz da 7ª Vara, Almir Abib Tajra Filho. Agora, somam-se dois processos e o acusado deixa de ser réu primário.

José Garcia também responde a outro processo na 4ª Vara, o juiz não foi encontrado pela reportagem da Rede Meio Nortepara confirmar se vai haver ou não a prorrogação do caso.

A decisão da 7ª Vara tranquiliza os familiares do comerciante, que ainda clamam por justiça. ?Eu peço a Deus que não aconteça a nenhum deles o que está acontecendo comigo. Que esses bandidos não peguem eles e a nenhum filho deles, pois eles também não estão livres de caírem nas garras dos bandidos. Para eles, não custa nada assinar um papel para soltar esses bandidos?, desabafa a viúva de Ibernon Bandeira.

VEJA A REPORTAGEM


Bandidos que mataram comerciante podem ganhar... por redemeionorte

Fonte: Denison Duarte