Bandidos se passam por policiais, pedem alvará e fazem sequestro

Bandidos se passam por policiais, pedem alvará e fazem sequestro

Para polícia, perfil da vítima foi pesquisado nas redes sociais

Uma comerciante foi sequestrada por quatro homens na noite desta quinta-feira (17) na Zona Leste de São Paulo. Os criminosos se passaram por policiais civis e prenderam a vítima alegando falta de alvará de funcionamento de uma lanchonete. Para a polícia, o perfil da vítima foi pesquisado pelos criminosos nas redes sociais.

Segundo a polícia, a comerciante contou que eles pediram para ver o alvará de funcionamento da lanchonete. Como ela não estava com o documento, os falsos investigadores disseram que ela seria presa e levada para a delegacia. O carro usado pelos criminosos tinha vidros escuros e um giroflex. Eles usavam coletes e distintivos iguais aos da Polícia Civil. A vítima disse à polícia que, dentro do carro, os quatro homens foram violentos.

Os criminosos circularam por vários bairros. Próximo a uma favela da Vila Leopoldina, na Zona Oeste, policiais militares desconfiaram do veículo em que a vítima estava e começaram a persegui-lo. Os criminosos só se renderam na região do Morumbi, na Zona Sul, após 15 km de perseguição. Eles percorreram a maior parte do trajeto na Marginal Pinheiros. Sem ter como passar por um bloqueio, na Zona Sul, os quatro suspeitos se entregaram.

Heliópolis

Em uma outra perseguição, o carro foi parar em Heliópolis, na Zona Sul da capital paulista. O veículo tinha sido roubado por quatro criminosos, na porta de um shopping em São Caetano do Sul, no ABC, por volta das 21h30 de quinta.

O casal, proprietário do carro, avisou à Guarda Civil Municipal que perseguiu os assaltantes por quase 2 km. Na favela, eles desceram e atiraram na guarda.

Segundo os guardas civis, um suspeito foi ferido na troca de tiros, mas não corre risco de morrer. Um outro foi detido. A polícia ainda não tem pista dos dois criminosos que fugiram.

Fonte: G1