Bandidos torturam família quase 30 minutos com golpes do falso sequestro

O pai da vítima já se planejava para vender a moto da família

Um homem e uma mulher do município de Cocal, conhecidos apenas por Fernando do Mestre Ovídio e Célia, tiveram momentos de terror nesta quinta-feira, 2,  ao serem alvos de um trote.


Em uma ligação, feita a partir de um celular, criminosos tentaram extorquir do casal R$ 1.500,00 alegando que a filha dos dois, identificada por Yarla, que estava em João Pessoa na Paraíba participando de uma reunião do Instituto Brasileiro de Neuropsicológica e Comportamento (IBNeC), estava sequestrada e que o dinheiro seria para a sua liberdade.

Durante a ligação, as ameaças de morte feitas ao casal se o valor não fosse repassado ou se a polícia fosse acionada eram constantes. As falsas negociações duraram quase meia hora, tempo suficiente para provocar momentos de pânico ao casal.

O pai de Yarla já se planejava e tentava encontrar um comprador para a sua moto quando o casal recebeu uma ligação informando que a jovem Yarla estava bem e que, por coincidência, no exato momento ela teria entrado em contato com amigos em Cocal, instante em que a ligação foi desfeita.

Informações da polícia local apontam que os bandidos usam uma mulher para encenar o falso sequestro. Eles não perdem tempo. Insinuam de todo jeito, choram, gritam, ameaçam e fazem barulho de armas engatilhadas.

 

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no Facebook

Fonte: Com informações do Blog do Coveiro