Bandidos usam aeromodelo para levar celulares para dentro de presídio em SP

O plano do grupo, de acordo com a polícia, era entregar os celulares e o dinheiro aos presos

Depois de apreender pombos correios tentando entrar em presídios com celulares, agora a polícia flagrou na noite deste domingo (24) um grupo que tentava cometer esse crime usando um mini-helicóptero, controlado por controle remoto. Celulares e dinheiro também foram apreendidos próximo à Penitenciária de Segurança Máxima de Presidente Venceslau, a 611 km de São Paulo. Quatro pessoas foram presas.

O plano do grupo, de acordo com a polícia, era entregar os celulares e o dinheiro aos presos. Ele começou a dar errado quando o carro alugado por eles foi parado pela Polícia Militar numa estrada próxima à penitenciária. Durante a vistoria no veículo, os policiais encontraram o aeromodelo, 14 celulares e quase R$ 1 mil em dinheiro. Tudo fazia parte de uma audaciosa estratégia. As quatro pessoas que estavam no carro, entre elas um jovem de 17 anos, foram detidas.

Em depoimento, o adolescente confessou que recebeu R$ 10 mil para comprar o aeromodelo, os celulares e alugar o carro. Contou também que receberia mais R$ 10 mil se conseguisse pousar o helicóptero dentro do presídio. Só não revelou para quem seriam os telefones.

Na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau estão alguns dos presos mais perigosos do estado. Entre eles, os principais chefes da quadrilha que age dentro e fora dos presídios. Os três adultos foram indiciados em flagrante por formação de quadrilha. Segundo a polícia, com a entrega dos telefones, eles ajudariam os presos a cometer crimes e a dar ordens para outros bandidos que estão soltos. O menor foi encaminhado ao Conselho Tutelar do município.

Fonte: g1, www.g1.com.br