Bando é preso com 120 quilos de maconha em Fortaleza

Um dos presos já responde a diversos processos na Justiça

Uma quadrilha acusada pela Polícia da distribuição de drogas na Grande Messejana e nos municípios de Horizonte e Pacajus - Região Metropolitana de Fortaleza -foi desarticulada pela Delegacia de Narcóticos (Denarc). Quatro homens foram presos e 120 quilos de maconha apreendidos no que configurou a maior apreensão deste droga este ano.

Um dos presos, Francisco Antônio Rodrigues Santana, o ´Tourão´, 19, já responde a diversos processos na Justiça por diversos crimes como roubo, furto, por ilegal de arma, receptação e estupro. O irmão dele, Francisco Henrique Rodrigues Santana e conhecido como ´Chico do Trator´, 27 , também foi preso. Ele é processado por porte ilegal de arma.

Também foram presos Adilson Cordeiro dos Santos, 19, e Cláudio Meneses de Oliveira, o ´Cláudio Paulista´. As investigações começaram há um mês e foram baseadas em denúncias, conforme explicou o delegado César Wagner Maia Martins, titular da Denarc. ?Estamos realizando operações de Inteligência na Capital e Região Metropolitana visando identificar e desarticular outras quadrilhas que praticam o narcotráfico´, disse o delegado.

Segundo o que foi descoberto pela equipe da ´Narcóticos´, a quadrilha havia recebido 320 quilos de maconha provenientes de São Paulo. Duzentos quilos já haviam sido repassados a traficantes menores. ?Os outros 120 quilos estavam escondidos em locais diversos. Parte da droga estava em uma casa, na Rua Capitão Hugo Bezerra, 1154, no Barroso. No mesmo local havia um veículo Audi preto de placa HYM-7089. No porta-malas do carro havia mais 16,5 quilos de maconha?, contou César Wagner.

Mais droga

Na casa de ´Tourão´, mais três quilos de maconha foram apreendidos. E finalmente, na casa de Cláudio, no Sítio São João, foram achados quase 100 quilos da droga. Também foram apreendidos um revólver calibre 38, celulares e uma balança digital com capacidade para 15 quilos.

Os quatro presos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, além de porte ilegal de arma. A Polícia Civil procura ainda por um homem identificado apenas como ´Cícero´, que seria o responsável pela distribuição da droga.

Execuções

A Polícia investiga, agora, o possível envolvimento da quadrilha em outros crimes. ?Especialmente em execuções relacionadas ao tráfico. Muitos destes crimes têm sido registrados na Região Metropolitana de Fortaleza, como em Pacajus, por exemplo´, destacou César Wagner. A equipe da Denarc busca mais pistas.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br