Bebê achado em caixa é fruto de estupro de pescador em filha

Bebê achado em caixa é fruto de estupro de pescador em filha

Delegado diz que pescador abusou da filha diversas vezes e a engravidou

O pescador que encontrou um bebê dentro de uma caixa de papelão no balneário de Povoação, no Norte do Espírito Santo, está sendo procurado pela polícia de Linhares desde a noite desta quarta-feira (10). Ele é suspeito de ter cometido vários crimes de estupro contra a filha de 15 anos, a mãe da criança abandonada, e de tê-la engravidado, de acordo com as investigações do delegado Fabrício Lucindo. O homem está com mandado de prisão em aberto e assim que for encontrado será detido. Caso seja condenado, poderá pegar de seis a dez anos de cadeia.

O bebê recém-nascido, ainda com cordão umbilical, foi encontrado por um casal de pescadores dentro de uma caixa de papelão por volta de 1h da última segunda-feira (8), no balneário de Povoação, a aproximadamente 50 km de Linhares. A criança foi levada para o Hospital Geral de Linhares (HGL) e está à disposição da Vara da Infância e Juventude do município. Nesta quarta, a mãe do bebê foi localizada e prestou depoimento.

O delegado Fabrício Lucindo explicou que a história do abandono foi forjada pela família do pescador e que a mãe da adolescente, inclusive, era conivente com toda a situação. "A mãe dessa menina é a mesma pescadora que disse ter encontrado o bebê na caixa de papelão. Na verdade ela é avó da criança. O pescador e pai dessa adolescente abusou dela durante anos e teria engravidado a filha, ela mesma contou isso. O abandono foi simulado", disse.

A polícia agora procura o pescador, que irá responder pelo crime de estupro de vulnerável. Pessoas ligadas à história ainda estão sendo ouvidas em depoimento para os esclarecimentos finais do caso.

Fonte: G1