Bebê de 1 ano morto a chineladas pelo pai também apanhava da mãe

O pai da menina e principal suspeito do crime, Maicon Douglas Duarte Gomes, de 19 ano, será indiciado por homicídio duplamente qualificado

05/06/2013 - 16:13
Casal alegou para a PM que a filha tinha caído da cama
Casal alegou para a PM que a filha tinha caído da cama
Foto: Divulgação

Informações preliminares recolhidas pela Polícia Civil apontam que a mãe da criança de um ano morta a chineladas pelo pai no norte de Minas também agrediu a filha no dia do crime. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Bruno Rezende, a jovem, que tem 15 anos, será responsabilizada pelos fatos. O inquérito deverá ser enviado nesta quarta-feira (5) à Justiça.

O pai da menina e principal suspeito do crime, Maicon Douglas Duarte Gomes, de 19 ano, será indiciado por homicídio duplamente qualificado — por motivo fútil e sem possibilidade de defesa da vítima. Já as acusações contra a adolescente também serão consideradas e ela deverá responder pela morte da menina.

Rezende afirma ainda que vai sugerir que a mãe da criança, que atualmente está em liberdade, seja internada em uma instituição de recuperação de menores infratores, mas que "tudo depende da decisão judicial". O pai da criança está detido no Presídio Regional de Montes Claros.

Sofia Gabriele de Jesus, de um ano e um mês, foi espancada até a morte com um chinelo de borracha no dia 27 de maio. De acordo com o relato da mãe da menina, o pai da criança teria chamado a atenção da filha depois de uma brincadeira e Sofia começou a chorar. Gomes teria então "surtado" e começou a bater na criança, que sofreu traumatismo craniano, lesões na costela e diversas escoriações pelo corpo.

Depois do crime, o suspeito pediu ajuda à militares que passavam pelo local e alegou que a menina tinha caído da cama. No hospital, no entanto, a médica constatou que Sofia tinha ferimentos característicos de maus-tratos. Confrontada, a mãe da criança confessou que o pai tinha espancado a filha.

Em depoimento, ela relatou que o homem costumava bater na menina sempre que ela chorava. O jovem, que é usuário de drogas e já foi preso por porte ilegal de arma de fogo, ainda é suspeito de participação em um homicídio na cidade. Ele nega o crime e mantém a versão de que a menina caiu da cama.

FONTE: r7
TÓPICOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ver mais+

DEIXE SEU COMENTÁRIO

voltar para o topo