Bispo e pastor flagrados com uma menor deficiente em motel são soltos

Evangélicos responderão em liberdade ao crime de estupro de vulnerável.

O pastor e o bispo evangélicos presos em flagrante com uma adolescente de 17 anos em um motel de Toledo, no oeste do Paraná, na sexta-feira (15), foram soltos nesta quarta-feira (20). Os dois devem responder ao crime de estupro de vulnerável em liberdade. O caso passou a ser investigado pela Delegacia da Mulher e segue sob segredo de Justiça.

Ao serem flagrados no motel, os religiosos disseram aos policiais militares que haviam entrado no local porque estavam sendo seguidos. Na delegacia, eles negaram ter mantido relações sexuais com a adolescente, mas ela confirmou o abuso sexual.

Conselheiros tutelares de Toledo informaram que não era a primeira vez que a menor, que tem problemas mentais, saía com os dois. Na noite da prisão, o pastor havia ido até a casa da adolescente, em um distrito de Assis Chateaubriand, e a levou até o local onde o bispo estava e de lá seguiram de carro para o motel.

Segundo a polícia, familiares de outra menor desconfiados que o bispo e o pastor também estivessem cometendo abusos contra ela contrataram um detetive para investigar as suspeitas. Assim que os três entraram no motel, o profissional chamou a polícia.

Fonte: G1