Fórum: Bola chora ao dizer que sofreu tortura da polícia

Ex-policial negou-se a responder às perguntas da juíza

O ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, negou-se a responder às perguntas da juíza Marixa Fabiane, durante audiência do caso do desaparecimento e morte de Eliza Samudio, no Tribunal do Júri de Contagem (MG). Acusado de ser o executor da ex-amante do goleiro Bruno de Souza, Bola chorou ao dizer que responderia apenas aos questionamentos de seu advogado, Luiz Alberto de Oliveira, já que, segundo ele, policiais o torturaram em depoimentos anteriores.

Bola é o primeiro dos dois acusados pelo crime que serão ouvidos nesta sexta-feira pela juíza Marixa Fabiane. Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada de Bruno, também deve prestar depoimento hoje. O ex-policial chegou pouco depois das 9h no fórum e, por volta das 10h30, ouvia a leitura da ata de seu depoimento à Polícia Civil.

Fonte: Terra, www.terra.com.br